Quinta-feira, 14 Julho 2011 10:29 | Redação

O vencedor do Euromilhões mais excêntrico de sempre ainda não reclamou o seu prémio. Aumenta o mistério sobre o inglês que acertou na chave premiada. A fortuna é enorme e a cada minuto gera lucro, se for aplicada numa instituição bancária. Este milionário distraído perde, por dia, em juros, cerca de 14 mil libras. São 1,5 euros por minuto...

A Inglaterra está à espera de ver entregue o prémio e até ontem à noite não havia sinal do milionário. Na realidade, “milionário” é força de expressão, porque os 185 milhões continuam à espera do seu novo dono. A imprensa britânica já chegou ao cúmulo de pedir aos leitores para contactarem o jornal se conhecerem a identidade do único jogador que apostou no 17, 19, 38, 42, 45 e nas estrelas 9 e 10.



Não há informações sobre o local onde o bilhete foi comprado, não se sabe se foi comprado online, muito menos a identidade do vencedor inglês. Tudo porque o vencedor ainda não reclamou o prémio de 185 milhões de euros e também porque as entidades que regulam o Euromilhões protegem os ultramilionários.

Se o dinheiro for empilhado em notas de 50 euros, atingirá uma altura quatro vezes superior ao Big Ben. Talvez a visão de um pilha de notas ajude o vencedor do Euromilhões a reclamar o que é seu, tornando-se na 430.º pessoa mais rica do Reino Unido.


RELACIONADOS
Partilhar