Quinta-feira, 29 Setembro 2011 16:28 | Redação

Depois das notícias sobre alegadas orgias violentas em que José Castelo Branco terá participado, o próprio concedeu uma entrevista à TVI, onde nega acusações, fala do casal que o envolveu no caso e promete processar o Correio da Manhã. “Nunca participei em orgia nenhuma”, garante.

A história das alegadas orgias e sexo violento com figuras públicas tem origem num processo judicial: uma mulher de Lousado(Famalicão) acusou o marido de a obrigar a participar em sexo em grupo. José Castelo Branco entra no caso porque terá sido arrolado como testemunha.

O marido alega que a sua mulher participava nos encontros sexuais de livre vontade e apresenta como testemunha José Castelo Branco. Segundo o homem, Castelo Branco participou nas orgias e poderá comprovar que ninguém foi coagido. “Isso é tudo ridículo, porque nunca participei em orgia nenhuma”, refere o ‘rei do jet-set’, no programa ‘Você na TV’.

“Conheci aquele casal, em 2006, e pareceram-me perfeitamente corretos, normalíssimos, nada agressivos”, contou o ‘conde’, que “nunca” teve intimidade nem os convidou para sua casa.

Castelo Branco refere também que “só começou a desconfiar” da idoneidade daquelas pessoas quando recebeu “fotografias no telemóvel”, enviadas pelo marido, que terá exibido partes do corpo mais íntimas. “Desde este episódio, em 2006, nunca mais os vi”, garante o 'marchand'.

Confrontado com imagens (retiradas de um vídeo) que o Correio da Manhã publicou hoje, que mostram um encontro desse casal de Famalicão num quarto de hotel com uma terceira pessoa, José Castelo Branco nega que seja ele próprio: “Nunca estive em quarto de hotel nenhum. Não reconheço aquele quarto”.

“Todos os dias escrevo o que se passa na minha vida. Tenho uma agenda... E naquele dia, não estive em hotel nenhum. Aquela pessoa não sou eu”, assegura ainda.

As imagens são de 2006. O homem de Famalicão estava a ser investigado por tráfico de armas e, numa busca em sua casa, foram encontrados os vídeos onde, alegadamente, aparece José Castelo Branco. O vídeo acabou por originar estas notícias, que levam o Correio da Manhã a tribunal.

“Como é lógico”, diz, Castelo Branco vai processar jornal. “Não dei importância ao assunto, porque quem não deve não teme. Mas, isto não se faz... Poucas vergonhas? Nunca”, conclui.

Veja as imagens:


RELACIONADOS
Partilhar
Esta e outras notícias no seu e-mail, todos os dias