Sexta-feira, 31 Agosto 2012 14:06 | Redação

Tem uma fortuna avaliada em quase 30 mil milhões de dólares mas uma boca ainda maior. Desta vez, Gina Rinehart abordou o tema da crise e dos pobres. Para a multi-milionária, a fórmula é simples, trabalhar.

“Divirtam-se menos, fumem menos, bebam menos, e trabalhem mais”, é desta forma que Georgina Hope Rinehart comenta o tema crise mundial. Em maio deste ano, esta australiana de 58 anos foi considerada a mulher mais rica do planeta, com uma fortuna avaliada em quase 30 mil milhões de dólares.



Este ‘título’ chegou-lhe depois de herdar o monopólio da Hancock Prospecting, uma companhia australiana de exploração mineira. É ainda acionista no seu país em outras empresas ligadas aos media.

Dinheiro é realmente coisa que não lhe falta, boca grande e declarações polémicas também não. Esta semana, a australiana insurge-se contra as políticas governamentais de todo o mundo, criticando a forma como a pobreza tem sido olhada pelos principais líderes.

Em entrevista à ‘Business Review Weekly’, citada pela AFP, Gina deixa também um conselho a quem passa dificuldades: “Para os que têm inveja de quem ganha muito dinheiro, digo para se levantarem e fazerem algo para ganhar mais, deixem-se de queixas, trabalhem mais”, afirma.

As declarações não demoraram a receber resposta: “Trata-se de um insulto para os milhões de trabalhadores australianos que todos os dias se levantam de manhã cedo para ir para o trabalho”, refere Wayne Swan, ministro das finanças da Austrália. Já Tony Maher, líder do partido da União, vai mais longe: “Se reclama tanto, está na altura de partilhar mais o que tem”, afirma.


RELACIONADOS
Partilhar
Esta e outras notícias no seu e-mail, todos os dias