Terça-feira, 18 Setembro 2012 12:02 | Álvaro Cerqueira

Julgamento sumário condena um dos quatro jovens detidos nas manifestações em Lisboa a um ano de prisão, com pena suspensa, informa a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa. Três jovens foram encaminhados para a suspensão provisória do processo, por não terem antecedentes criminais.

As quatro pessoas detidas durante a manifestação contra a austeridade, foram sujeitas a julgamento sumário que já produziu sentença. Um dos detidos foi condenado a um ano de prisão, com pena suspensa, pelos crimes de resistência e coação, segundo nota da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa. Os 12 meses de prisão estarão suspensos por “igual período e sujeição a regime de prova”.

A inexistência de antecedentes criminais e a idade dos arguidos permitiu que os restantes três detidos nos protestos contra a austeridade, no passado sábado, tivessem sentença mais ligeira. “Face à idade dos arguidos e à ausência de antecedentes criminais, foram encaminhados para a suspensão provisória do processo”, explica a Procuradoria.

Por outro lado, os arguidos vão prestar trabalho comunitário, após proposta do Ministério Público, que foi aceite pelos jovens. Estão assim sujeitos a 160, 200 e 240 horas de trabalho em favor da comunidade, em cada um dos casos.

Os arguidos também aceitaram apresentar “um pedido de desculpas à Polícia de Segurança Pública”, indica a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa. Se participarem em manifestações públicas e desportivas, prometeram “abster-se da prática de atos violentos, durante o período de suspensão dos autos”.

Recorde-se que estes quatro jovens foram detidos pela PSP no passado sábado, após incidentes em frente à escadaria de acesso à Assembleia da República. Alguns dos manifestantes arremessaram objetos contra os agentes daquela força de segurança, que faziam um cordão humano para impedir o acesso ao Parlamento.

Num clima de tensão, alguns dos manifestantes – parte dos 500 mil que se estima que tenham participado nos protestos contra a austeridade em Lisboa – resistiram às ordens das autoridades e acabaram detidos, julgados e condenados.


RELACIONADOS
Partilhar