Artes



20.º SBSR: Dead Combo, Cults e C2C no palco rock (bilhetes)

António Henriques   
Quinta-feira, 17 Abril 2014 15:08

super bock super rock 1

Há novas confirmações para o 20.º Super Bock Super Rock. Cults, C2C e Dead Combo juntam-se ao cartaz do festival que decorre entre 17 e 19 de julho, na Herdade do Cabeço da Flauta, em Sesimbra.

O cartaz do 20.º Super Bock Super Rock tem três novos nomes que tocam diferentes áreas, mas sempre com o selo de qualidade que é marca do festival. Senhoras e senhores, Cults, C2C e Dead Combo.

De Nova Iorque, Cults. O muito jovem par constituído por Brian Oblivion e Madeline Follin, tem dois discos no seu reportório e ocupa, com apenas quatro anos de carreira, um lugar sólido como uma das melhores bandas indie-pop da atualidade. Vão estar na Herdade do Cabeço da Flauta no dia 18 de julho.

Os 4 franceses Pfel, 20Syl, Atom e Greem fazem dos C2C (também conhecidos por Coups2Cross ), um dos melhores coletivos ao vivo da Europa.

Entre discos girados num rodopio infernal, beats eletro e ritmos hip-hop, o conjunto de Nantes incendiará o Meco de celebração e frenesim a cada uma das suas performances, no último dia do festival.

Também no dia 19, Dead Combo, a dupla constituída por Tó Trips e Pedro Gonçalves, vem ao Super Bock Super Rock com o novíssimo a ‘A Bunch of Meninos’, o elogiadíssimo quinto álbum de originais da dupla que se formou há uma década.

Os Dead Combo são sinónimo de mestria e incomparabilidade. Donos de um som singular, feito de guitarras e baixos enlaçados imaculadamente, exploram os sons do rock e dos blues, com muito Portugal dentro, e que se traduz numa música com identidade e personalidade de uma dupla reconhecida e amada, em Portugal mas já também além-fronteiras.

Este ano, a 20.ª edição do Super Bock Super Rock traz-nos também, para além do cartaz de luxo, outras novidades.

Está já disponível para todos os festivaleiros uma edição limitada de bilhetes VIP que dará acesso a estacionamento em zona reservada e ao Forte Super Bock – o espaço VIP do Festival - com alimentação e conforto.

Esta edição especial VIP está disponível em duas versões – a de bilhete diário que custará 80 euros e a versão passe para todos os dias do Festival com o valor de 150 euros.

Fortalecendo a aposta no conforto dos fãs incondicionais do Super Bock Super Rock e para que os dias de festival e de muita música, sejam também um momento de pura descontracção.

Encontram-se também à venda os Pacotes Super Bock Super Bock no Get a Fest, onde, a partir de 235 euros, poderá adquirir de uma só vez pacotes integrados com Bilhete + Alojamento + Transporte para o festival, bem como opções de entretenimento ao gosto pessoal de cada um para desfrutar ao máximo do Festival.

Já confirmados

Dia 17: Massive Attack, Disclosure (Live), Tame Impala, Metronomy, Jake Bugg, Panda Bear, Erlend Øye, Vintage Trouble e The Cat Empire.

Dia 18: Eddie Vedder, The Legendary Tigerman, Woodkid e Cults

Dia 19: Kasabian, Foals, The Kills, Albert Hammond Jr., C2C, Dead Combo e SKATERS.

Cults
A vida dos Cults nasceu do encontro, em 2010, em Nova Iorque, dos então estudantes universitários Brian Oblivion e Madeline Follin. Em 2010 assinaram pela In The Name Of, selo da música Lily Allen.

Com o disco de estria homónimo lançado em 2011, os Cults conquistaram de imediato reconhecimento no universo indie pop.

Fazedores de uma música luminosa, com laivos melódicos que lembram, aqui e ali, bandas como os Beach Boys e outras marcantes dos anos 60, os temas dos Cults contagiam pela elegância e subtil modernidade.

No ano passado editaram o segundo de originais, ‘Static’, solidificando o nome dos Cults como um dos melhores produtos da música indie atual.

C2C
Os quatro de Nantes (Fr), C2C (também conhecidos por Coups2Cross), são expeditos na arte do turntable, breakbeat, eletro, hip-hop e outros géneros que juntos ribombam harmoniosos pelas mãos dos franceses.

Juntos desde 1998, a paixão pelo ‘giradisquismo’ de Pfel, 20Syl, Atom e Greem, então colegas de escola, cresceu ao som de DJ Qbert e DJ Shadow.

Em 2012 lançaram o disco de estreia ‘Tetr4’, disco gordo de temas dançantes, ao vivo a sua energia incendiária atinge o máximo do esplendor. No Super Bock Super Rock deste ano, ninguém lhes vai ficar indiferente.

Dead Combo
A história dos Dead Combo tem 10 anos. Tó Trips e Pedro Gonçalves juntaram-se por alturas de 2003 para trilharem um caminho incomparável no mercado musical português.

Em 2004 estrearam-se com o lp ‘Vol. 1’, e viram-se incluídos na colectânea de Charlie Gillett (BBC Radio) com a faixa ‘Rumbero’. Entre 2006 e 2010 vieram outras edições: registo ao vivo, um dvd e dois álbuns, ‘Vol. 2’ e ‘Lusitânia Playboys’, elevando a dupla para voos altos onde os melhores adjetivos habitam.

Em 2012, depois da participação no programa ‘No Reservations’ de Anthony Bourdain, viram os seus discos escalar no top do iTunes da loja norte-americana. 2014 trouxe o último e extraordinário ‘A Bunch of Meninos’, quinto disco de originais da banda.

 

Seu Jorge confirmado no Porto a 8 de agosto (bilhetes)

António Henriques   
Terça-feira, 15 Abril 2014 14:46

seu-jorgeseu-jorge Seu Jorge atua a 8 de agosto no Porto, no Parque da Cidade (Queimódromo). Cantor e compositor popular, Seu Jorge traz à Invicta diferentes géneros musicais, com o samba como denominador comum. Os bilhetes estão à venda.

Seu Jorge nasceu em 1970 em Belford Roxo no Rio de Janeiro, no Brasil. Músico dos pés à cabeça, cantor, compositor, instrumentalista, produtor e ator, define-se como um cantor e compositor popular, que gosta de inúmeros géneros musicais, mas cujo fundamento é o samba.

‘O samba é a nossa verdade, nossa particularidade, é nossa medalha de ouro, nosso baluarte, nosso estandarte brasileiro’, diz.

Com uma carreira internacional brilhante, tem em Portugal uma legião de fãs que fazem dele um dos artistas brasileiros mais ouvidos e reconhecidos atualmente no nosso País.

Depois de em 2013, ter realizado uma tournée em Portugal, com três espetáculos esgotados, promete voltar aos palcos portugueses, já no dia 8 de agosto, com novas surpresas.

Canções como ‘ Burguesinha’, ‘Mariana’, ‘Mina do Condomínio’, ‘Amiga da Minha Mulher’, ‘A Doida’, ‘Carolina’, entre muitas outras são verdadeiros hinos à música popular brasileira e farão parte do alinhamento de um concerto perfeito para as noites quentes do verão. Temas para ouvir no Porto, a 8 de agosto.

Bilhetes

Preço único: 30 euros

Locais de Venda: Blueticket, MEO Arena, Casino de Lisboa, lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês, Galeria Comercial Campo Pequeno, Centro Comercial Dolce Vita, Abep, Arena de Portimão, Agência de Viagens Abreu, Alvalade, Arena de Portimão, Turismo de Lisboa, C. C. MMM, C. C. Mundicenter, Media Markt, Turismo de Lisboa e Ticketline.

 

Peter Hook & The Light na Casa das Artes: Quando o tempo parece ser apenas um conceito

Pedro Vasco Oliveira   
Segunda-feira, 14 Abril 2014 18:21

peter hook 04 210peter hookQuando há quatro anos arrancou pela estrada fora evocando o legado, de mais de três décadas, dos Joy Division, Peter Hook assumiu-se como uma espécie de profeta musical que, num rasgo de sagacidade e manchado de autenticidade, reduziu o tempo a um simples conceito ao resgatar para os palcos, primeiro, o impetuoso ‘Unknown Pleasures’ e, agora também, o intenso ‘Closer’. A adesão do público, por todo o planeta, é a melhor prova disso! Nenhuma das palavras que o leitor aqui vai ler são inocentes. A devoção deste escriba à sonoridade do quarteto de Manchester é absoluta, pelo que este regurgitar sonoro protagonizado por Peter Hook, um dos principais implicados em toda a história da coisa, e muito em especial pelo modelo escolhido para o fazer, recolhe a total e inequívoca aprovação. É extraordinário poder ouvir ao vivo, com o carimbo Hooky de autenticidade, música que de outra forma seria impossível!... E o baixista desempenha muito bem o seu papel, recriando um cenário ‘irrecriável’, mas que no final compensa o que já não se pode ter!...

peter hook 04 600Dois anos depois da última passagem pelo nosso País, Peter Hook and The Light regressaram com muito mais música na bagagem.

Ao então já apresentado álbum de estreia dos Joy Division, ‘Unknown Pleasures’, esta visita incluía o poderoso ‘Closer’, segundo disco da banda, editado já depois da morte de Ian Curtis.

‘The Eternal’, ‘Means to an End’ ou o extraordinário ‘Decades’ fizeram as delícias do público que esgotou a Casa das Artes de Famalicão. Na véspera a banda tocara em Aveiro e no dia seguinte em Lisboa, onde registou também casas cheias.

peter hook 04 240Ao segundo tema de ‘Closer’, o espicaçante ‘Colony’, a plateia abandonou as cadeiras, assistindo-se, a partir dali, a uma comunhão intensa entre os dois lados do palco, que culminaria em apoteose com os derradeiros temas da noite, volvidas três horas de actuação: ‘Transmission’ e ‘Love Will Tear Us Apart’!...

Foi, de facto, uma noite em crescendo, com dois intervalos para reposição de energias e um alinhamento escolhido a dedo, sendo que há critérios a cumprir.

Depois de fazerem a primeira parte deles próprios com um conjunto de temas de New Order, seguiu-se a apresentação de ‘Closer’, um segmento que arrancou com os extra ‘Atrocity Exhibition’ e ‘Isolation’!

Com o público perfeitamente rendido, Hooky avançou para ‘Unknown Pleasures’ com o público a ser já parte integrante do concerto, tal a alquimia que a sonoridade provocava entre os dois lados do palco!

No derradeiro encore, Peter Hook quis, de facto, levar o público ao rubro… Depois de ‘Exercise One’ e ‘Ceremony’, o concerto explodiu com os já referidos ‘Transmission’ e ‘Love Will Tear Us Apart’.

peter hook 04 600 1Uma noite de pérolas, muitas delas tocadas pela primeira vez em Portugal por Peter Hook, que continua a sua deriva mundial, possibilitando a revisita a sons verdadeiramente incontornáveis do que hoje é a modernidade.

Fotografia: Sofia Salgado Mota

Última atualização: Segunda-feira, 14 Abril 2014 18:34
 

Xutos e Paloma Faith fecham cartaz do Rock in Rio-Lisboa (bilhetes)

António Henriques   
Segunda-feira, 14 Abril 2014 13:38

rock in rio 1xutosPaloma Faith atua no dia 25 de maio. Xutos & Pontapés sobem ao Palco Mundo no mesmo dia que os The Rolling Stones. E assim está oficialmente fechado o cartaz para o Rock in Rio-Lisboa 2014

A organização do maior evento de música e entretenimento do mundo orgulha-se de anunciar os nomes que completam o line-up: Paloma Faith, no dia 25 de maio, e Xutos & Pontapés, no dia 29 de maio.

A festejar 35 anos de carreira, os Xutos & Pontapés voltam a marcar presença no Palco Mundo do Rock in Rio-Lisboa, um clássico que se repetiu em todas as edições.

No 10.º aniversário do evento, a mítica banda portuguesa que marcou, e continua a marcar, gerações de fãs, regressa ao Parque da Bela Vista numa noite muito especial, em que os The Rolling Stones sobem ao palco.

Fica assim completo um cartaz de luxo, especialmente pensado para comemorar o 10.º aniversário do evento em Portugal.

Para além da estreia de Paloma Faith no nosso país, o primeiro dia desta edição do Rock in Rio-Lisboa 2014, 25 de maio, vai contar com o dueto inédito de Boss AC e Aurea, a abrir o Palco Mundo, com a presença do performer Robbie Williams como headliner, e, a encerrar a noite, a baiana Ivete Sangalo.

Nesse dia, o Palco Vodafone recebe o funk dos Cais Sodré Funk Connection e o som suave de SILVA.

Na semana seguinte, a Cidade do Rock volta a abrir portas e não podia começar da melhor maneira.

No dia 29 de maio, o Palco Vodafone recebe Frankie Chavez e Triptides, enquanto no Palco Mundo os Xutos & Pontapés cumprem a tradição e atuam no Palco Mundo.

Nessa mesma noite sobem ao palco Rui Veloso, que recebe os convidados Lenine e Angelique Kidjo, o norte-americano Gary Clark Jr. e os The Rolling Stones.

Dia 30 de maio, é a vez dos brasileiros Capital Inicial fazerem a sua estreia na Cidade do Rock de Lisboa. Os co-headliners Queen of the Stone Age também sobem ao palco neste dia, seguidos pelos também cabeça de cartaz Linkin Park.

A fechar a noite, o convidado especial DJ Steve Aoki promete levar o público ao rubro com as suas atuações imprevisíveis.

Já no Palco Vodafone, estão confirmadas as presenças dos portugueses Salto e do som melódico de Blood Orange.

Para o dia 31 de maio, o Rock in Rio-Lisboa preparou uma homenagem muito especial ao incontornável António Variações.

Rui Pregal da Cunha, Gisela João, Linda Martini e Deolinda vão interpretar os temas do artista que ainda hoje é relembrado por fãs de todas as idades.

O inglês Ed Sheeran e a australiana Lorde também vão atuar neste dia, que fecha com chave de ouro com a atuação dos Arcade Fire.

Nessa noite, sobem ao Palco Vodafone os promissores Capitão Fausto e os aclamados Wild Beasts.

A 1 de junho, último dia do evento, a jovem revelação Kika dá início às atuações no Palco Mundo meia hora mais cedo, seguida por João Pedro Pais e Jorge Palma, que fazem um dueto muito especial, cantado em português.

O icónico Nile Rodgers atuará com os Chic num regresso à década de 70, e Jessie J vai incendiar o Parque da Bela Vista antes do concerto mais esperado da noite: Justin Timberlake vai atuar pela primeira vez em Portugal, no décimo aniversário do Rock in Rio-Lisboa.

Para o Palco Vodafone, duas atuações promissoras: o rock jovem dos Linda Martini e os indie Bombay Bicycle Club.

Bilhetes

O Rock in Rio-Lisboa 2014 realiza-se nos dias 25, 29, 30 e 31 de maio e 1 de junho, no Parque da Bela Vista.

E estão já confirmadas as presenças de Robbie Williams, Ivete Sangalo, Boss AC e Aurea, Silva e Cais do Sodré Funk Connection no dia 25 de maio; dos The Rolling Stones, Gary Clark Jr., Rui Veloso com Lenine e Angelique Kidjo, Triptides e Frankie Chavez no dia 29 de maio; dos Linkin Park, Queens of the Stone Age, DJ Steve Aoki, Capital Inicial, Blood Orange e Salto no dia 30 de maio; Arcade Fire, Lorde, Ed Sheeran, a Homenagem a António Variações com Deolinda, Gisela João, Linda Martini e Rui Pregal da Cunha, Wild Beasts e Capitão Fausto no dia 31 de maio; e de Justin Timberlake, Jessie J e Nile Rodgers e Chic, João Pedro Pais, Jorge Palma, Kika, Bombay Bicycle Club e Linda Martini no dia 1 de junho.

Os bilhetes estão disponíveis, por 61 euros (para os dias 25, 30, 31 de maio e 1 de junho) e por 69 euros (dia 29 de maio), em 60 agências da Caixa Geral de Depósitos, em 28 lojas Continente, em 18 lojas FNAC e e em 120 postos de abastecimento da BP (35 euros ou 43 euros + 1.500 pontos BP Premierplus).

Última atualização: Segunda-feira, 14 Abril 2014 13:51
 

Beirut confirmados no Paredes de Coura, no dia 23 de agosto (bilhetes)

António Henriques   
Segunda-feira, 14 Abril 2014 12:36

vodafone paredes coura 1paredes couraOs Beirut atuam no encerramento do Vodafone Paredes de Coura, no sábado, dia 23 de agosto, dia em que sobem ao palco os também já confirmados Kurt Vile & The Violators, Goat, The Dodos e James Blake. O Paredes de Coura decorre na praia fluvial do Taboão, entre os dias 20 e 23 de agosto.

Zach Condon é o génio criador dos Beirut. Um músico que parece coabitar com uma orquestra inteira na cabeça.

O rapaz nascido em Santa Fé que, aos 16 anos, resolve conhecer a Europa e mergulhar nos Balcãs da Boban Marković Orchestra e de Goran Bregović.

No regresso cria os Beirut, que cruzam os céus entre o indie e as paisagens do Leste Europeu, através de instrumentos como a tuba, o bombardino, o acordeão, o flugelhorn ou o ukulele.

A estreia oficial dos Beirut acontece em 2006 com o álbum Gulag Orkestar que contou com a colaboração de Jeremy Barnes (Neutral Milk Hotel, A Hawk and a Hacksaw) e Heather Trost (A Hawk and a Hacksaw).

Seguem-se os EPs The Long Gisland, Pompeii e Elephant Gun e o álbum The Flying Club Cup, todos editados em 2007.

The Rip Tide, o último álbum de originais, foi lançado em 2011. No Vodafone Paredes de Coura antevê-se uma viagem com visitas a toda a discografia dos Beirut.

Bilhetes

O Vodafone Paredes de Coura decorre na praia fluvial do Taboão, entre os dias 20 e 23 de agosto.

Os passes gerais podem ser adquiridos em BilheteiraOnline, Seetickets, Ticketscript e locais habituais (FNAC, CTT, Worten, El Corte Inglés), pelo valor de 80 euros.

 


Página 1 de 263