Hoje é dia



27 de fevereiro, morre Pavlov, o Nobel que provou o reflexo condicionado

Joana Teles   
Quinta-feira, 27 Fevereiro 2014 01:00

pavlovIvan Pavlov foi um psicólogo e fisiólogo russo, premiado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina, em 1904, pelo seu estudo nos processos digestivos de animais, que originou os famosos “reflexos condicionados”. Morreu a 27 de fevereiro de 1936, no dia em que Elizabeth Taylor completou 4 anos.

Hoje é dia de recordar Ivan Pavlov, o russo que realizou uma das grandes descobertas científicas aplicáveis na atualidade, sobre o papel do condicionamento na psicologia do comportamento: o chamado “reflexo condicionado”.

Este trabalho foi realizado na década de 1920. Pavlov analisou a produção de saliva em cães expostos a estímulos e descobriu que o som de uma campainha, por exemplo, seria suficiente para provocar salivação no animal - este compreende que iria receber a sua refeição através do toque dessa campainha.

O cão passa a associar aquele som à sua alimentação: sempre que a campainha toca, o organismo do animal reage como se a carne já estivesse presente, com salivação, secreção digestiva, entre outros processos. Um som que nada tem que ver com alimentação passa a provocar alterações digestivas.

A pesquisa de Pavlov sobre os comportamentos por reflexos é transportada para o ser humano. E permite desenvolver o behaviorismo (teoria de Watson), que defende que o ser humano aprende sobretudo através de imitação, observação e reprodução dos comportamentos de terceiros, sendo que as ações do Homem são meras reações ao ambiente que o rodeia.

As conclusões de Pavlov representam contribuição fundamental não só para a medicina, mas para toda a ciência, com validade nos dias que correm. O seu estudo torna-se útil em ciências que só muitos anos mais tarde ganham força, como o marketing, por exemplo.

A história do dia 27 de fevereiro conta-se com outras efemérides: Afonso de Albuquerque conquista Goa em 1510 e Henrique IV é coroado Rei da França, em 1594. Já no ano de 1861, ocorre o Massacre de Varsóvia, com tropas russas a fuzilar contra manifestantes do governo russo.

Em 1870, a atual bandeira do Japão é adotada pelos barcos mercantes nipónicos. Já a 27 de fevereiro de 1900, no Reino Unido, é fundado o Partido Trabalhista. E 39 anos mais tarde, Grã-Bretanha e França reconhecem o governo fascista espanhol de Francisco Franco.

Neste dia, em 1950, a Índia apresenta a Oliveira Salazar a primeira proposta de negociação para a reintegração dos territórios de Goa, Damão e Diu na União Indiana. Salazar não aceita. Exilado no Brasil, o general Humberto Delgado contesta em público, a 27 de fevereiro de 1961, a política colonial salazarista.

Em 1978, Portugal repudia o pedido do dirigente líbio Muammar Kadhafi para a independência da ilha da Madeira, considerada pela Organização de Unidade Africana com território africano.

E no ano de 1991, as tropas do Kuwait recuperam a capital, no dia em que George Bush, Presidente dos EUA, anuncia o fim da libertação do País. Cinco anos mais tarde, é lançada a no Japão a série multimilionária da Nintendo, Pokémon.

Também a 27 de fevereiro, mas em 2005, o Papa João Paulo II, pela primeira vez em 26 anos de pontificado, não faz a oração dominical, na Praça de São Pedro no Vaticano.

Nasceram a 27 de fevereiro Ariel Sharon, militar e político israelita (1928), Elizabeth Taylor, atriz inglesa (1932) e Baptista Bastos, escritor português (1934).

Morreram neste dia Aleksandr Borodin, compositor e químico russo (1887), Samuel Pierpont Langley, astrónomo norte-americano, pioneiro da aviação (1906), Ivan Petrovich Pavlov, fisiólogo e psicólogo russo (1936) e Fernando Ribeiro de Mello, editor português (1992).

 

Última atualização: Quarta, 26 Fevereiro 2014 21:25
 

26 de fevereiro, nasce o escritor francês Victor Hugo

Joana Teles   
Quarta, 26 Fevereiro 2014 01:00

victor_hugoA 26 de fevereiro, assinala-se o nascimento de Victor-Marie Hugo, no ano de 1802. Novelista, poeta, dramaturgo, ensaísta, estadista e defensor dos Direitos Humanos, deixa uma marca indelével na literatura mundial. No mesmo dia, mas em 1848, é proclamada a Segunda República Francesa.

Victor Hugo tornou-se escritor jovem e em 1817, com apenas 15 anos, foi premiado pela Academia Francesa, que distinguiu um poema do autor, no início de um percurso notável pela arte, com outro marco: em 1821, publicou o livro de poesias, ‘Odes et Poésies Diverses’, que lhe permitiu ganhar uma pensão, concedida por Luís XVIII, um ano antes de publicar o primeiro romance.

Com 23 anos apenas, recebe o título de Cavaleiro da Legião de Honra e dá início a um período de intensa produção de obras, que lhe permitem o reconhecimento da corte de Carlos X. A casa de Victor Hugo transformou-se num ponto de encontro de grandes escritores.

A sua obra foi alvo de censura, quando entrou na área do teatro, onde também mostrou talento. ‘O Corcunda de Notre-Dame’, publicado em 1831, foi considerado o maior romance histórico de Victor Hugo, mais um degrau na escadaria do sucesso, que lhe permite receber, do Rei Luís Filipe I, o grau de oficial da Legião de Honra.

Defensor da democracia liberal e humanitária, foi eleito deputado da Segunda República, em 1848. A partir do ano seguinte, Victor Hugo dedica-se a obras políticas, religiosas filosóficas. Entre a sua vasta obra, outro livro se destacou: ‘Les Misérables’ (1862).

Exila-se após o golpe de Estado de 2 de dezembro de 1851, que condena ‘Histoire d'un Crime’, por razões morais. Viveu em exílio em Jersey, Guernsey e Bruxelas, morrendo a 22 de maio de 1885.

Também no dia 26 de fevereiro, Valentiniano I é proclamado Imperador romano, no ano 364, e em 1848 é proclamada a Segunda República Francesa. No ano de 1860, Emmanuel Liais descobre o cometa Olinda, o primeiro a ser descoberto em solo brasileiro.

Já em 1935, Adolf Hitler ordena que a Luftwaffe seja reformada, numa violação ao Tratado de Versalhes, enquanto a 26 de fevereiro de 1952 o primeiro-ministro britânico Winston Churchill anuncia que o Reino Unido já possui uma bomba atómica.

Um primeiro atentado talibã contra o World Trade Center, nos EUA, é levado a cabo a 26 de fevereiro de 1993, e em 2001, neste mesmo dia, os talibãs destroem, no Afeganistão, as duas estátuas gigantes de Buda de Bamyan.

Em Portugal, é publicada neste dia, em 1975, a ‘Lei de Imprensa’. E em 2009 nasce um novo canal temático de televisão, a TVI24, que iniciou emissões com a apresentação do Jornal do Dia.

Nasceram a 26 de fevereiro Venceslau de Luxemburgo, Rei da Boémia (1361), Victor Hugo, escritor francês (1802), Honoré Daumier, pintor e escultor francês (1808), Levi Strauss, criador de roupas alemão (1829), Buffalo Bill, pioneiro e oficial norte-americano (1846), Émile Coué, psicólogo francês (1857), Rei Fernando I da Bulgária (1861), Venceslau Brás, Presidente do Brasil (1868), Johnny Cash, cantor norte-americano (1932), e Sébastien Loeb, piloto francês (1974).

Morreram neste dia Rogério II, primeiro Rei da Sicília (1154), Cuauhtémoc, último imperador asteca (1525), Miguel Ângelo Lupi, pintor português (1883), Richard Jordan Gatling, inventor norte-americano (1903), Jaime de Magalhães Lima, escritor e filósofo português (1936), e o Rei Mohammed V de Marrocos (1961).

 

Última atualização: Terça-feira, 25 Fevereiro 2014 22:10
 

25 de fevereiro, é abolida a escravatura em todo o Império Português

Joana Teles   
Terça-feira, 25 Fevereiro 2014 01:00

escravoA 25 de fevereiro, assinala-se o fim da escravatura em todo o Império Português, no ano de 1869. Também neste dia, em 1961, é assinado o contrato para a construção da ponte sobre o Tejo. E nasce Pierre-Auguste Renoir, pintor impressionista francês.

No dia em que o Papa Pio V excomunga a rainha Isabel I de Inglaterra, em 1570, é patenteado, em 1836, o primeiro revólver, pelo norte-americano Samuel Colt. Também nos EUA, mas em 1870, Hiram Revels torna-se no primeiro negro a ser eleito para o Senado, pelo Partido Republicano, em representação do estado do Mississipi.

Igualmente a 25 de fevereiro, em 1942, Los Angeles vive um dia de guerra... virtual. Mais de cem mil pessoas avistam aparentes mísseis em direção à cidade, mas sem qualquer efeito. As imagens não passam de uma ilusão de ótica, mas ganham um nome pomposo: a Batalha de Los Angeles.

O austríaco Adolf Hitler torna-se cidadão alemão em 1932. E em 1947, Governo português decide pôr termo às restrições ao consumo de energia elétrica, que vigoravam desde a II Guerra Mundial.

Exatamente um ano mais tarde, na então denominada Checoslováquia, o Partido Comunista assume o poder, nos mesmos dia e ano em que Martin Luther King é ordenado e indicado pastor auxiliar na Igreja Batista de Atlanta.

Os primeiros Jogos Pan-Americanos ocorrem em Buenos Aires, Argentina, no dia 25 de fevereiro de 1951, dez anos antes da assinatura do contrato para a construção da Ponte sobre o Tejo, em Lisboa, com a empresa United States Steel Export Company.

No ano de 1991, em plena Guerra do Golfo, um míssil scud iraquiano destrói uma base militar norte-americana, montada em Dharan, na Arábia Saudita. O incidente mata 28 marines norte-americanos.

Nasceram a 25 de fevereiro Pierre-Auguste Renoir, pintor impressionista francês (1841), Cesário Verde, poeta português (1855), Enrico Caruso, cantor lírico italiano (1873), Alfredo Marceneiro, fadista português (1891), António Damásio, neurologista e neurocientista português (1944), e José María Aznar, político espanhol (1953).

Morreram neste dia Leonor de Áustria, Rainha de Portugal e França (1558), Erik XIV, Rei da Suécia (1577), Alexander Du Toit, geólogo sul-africano (1948), e Tennessee Williams, dramaturgo norte-americano (1983).

Hoje assinala-se o Dia da Pátria no Kuweit.

 

Última atualização: Terça-feira, 25 Fevereiro 2014 11:06
 

24 de fevereiro, dia de recordar Steve Jobs, que completaria 59 anos

Joana Teles   
Segunda-feira, 24 Fevereiro 2014 01:00

steve_jobs_appleVisionário que revolucionou a indústria da comunicação, Steven Paul Jobs nasceu a 24 de fevereiro de 1955. Morreu a 5 de outubro de 2011, vítima de um cancro no pâncreas. Se fosse vivo, assinalaria hoje o 59.º aniversário. Também a 24 de fevereiro, a clonada ovelha Dolly mostra-se ao mundo.

Hoje é dia de recordar Steve Jobs, o cofundador da Apple que se destacou na área da comunicação, ao revolucionar as indústrias dos computadores pessoais, smartphones, tablets, filmes de animação, música e publicações digital.

Depois de uma carreira notável, Steve Jobs não resistiu a um cancro no pâncreas, morrendo a 5 de outubro de 2011, na Califórnia (EUA), com 56 anos. A sua morte ocorreu poucos dias depois do lançamento do Apple 4S. Quando se aguardava o Apple 5, surge um smartphone com nome estranho, que muitos consideram representar ‘Apple For Steve’.

No dia 24 de fevereiro, em 1989, o Ayatollah Khomeini oferece três milhões de dólares como recompensa para quem matar Salman Rushdie, autor do livro ‘Os Versículos Satânicos’. Horas mais tarde, um Boeing 747, da United Airlines, perde uma porta e parte da fuselagem, mas o que parecia ser um acidente fatal transforma-se num ato heroico do comandante do avião, que evita a morte de 337 passageiros.

Este dia fica também na história como a data em que, em 1997, o cientista Ian Wilmut, do Instituto Roslin, na Escócia, anuncia a existência da ovelha Dolly, o primeiro mamífero clonado a partir de uma célula de um animal adulto.

Já em 1991, os EUA iniciam sua ofensiva terrestre contra o Iraque, em resultado da invasão ao Kuwait liderada por Saddam Hussein. Em 2011, ocorre o derradeiro voo do Discovery.

Nasceram a 24 de fevereiro Giovanni della Mirandola, humanista e filósofo neo-platónico italiano (1463), Johann Ambrosius Bach, músico alemão, pai de Johann Sebastian Bach (1645), Ernestino Augusto Costa, ‘o Costinha’, ator português (1891), David Mourão-Ferreira, escritor e poeta português (1927), Steve Jobs, cofundador da empresa Apple (1955), e Alain Prost, ex-piloto francês de Fórmula 1 (1955).

Morreram neste dia Johann Ambrosius Bach, no dia do seu aniversário (1695), D. José I de Portugal (1777), Charles Bonaparte, pai de Napoleão Bonaparte (1785), Robert Fulton, inventor do barco a vapor (1815), e Max Wien, físico alemão (1938).

Última atualização: Segunda-feira, 24 Fevereiro 2014 12:15
 

23 de fevereiro, dia da morte de Zeca Afonso

Joana Teles   
Domingo, 23 Fevereiro 2014 01:00

zeca_afonsoO Conselho de Segurança da ONU emite a primeira resolução condenatória da política colonialista de António de Oliveira Salazar. Nasce o partido fascista italiano de Mussolini. Joe Rosenthal assina uma das fotos mais simbólicas da história política. Che Guevara é nomeado Ministro da Indústria de Cuba. Morre Zeca Afonso. Eis o dia 23 de fevereiro.

A história do dia 23 de fevereiro começa com a morte do marechal francês Jacques de la Palice, na Batalha de Pavia, em 1525. Neste dia, em 1861, o Presidente dos EUA, Abraham Lincoln, chega secretamente a Washington, para assumir a presidência, depois de sofrer um atentado em Baltimore.

Diversos factos históricos ocorreram em Portugal, neste dia. Em 1905, é denunciado um contrato do monopólio do tabaco, detido pela Companhia de Henri Burnay, desde 1891. Já em 1911, os bispos portugueses contestam medidas anticlericais da I República (desde a expulsão das congregações, à lei do divórcio, passando pela criação do registo civil e pelo fim do juramento religioso nos tribunais).

Durante a Guerra Mundial, Portugal apreende navios alemães localizados em portos portugueses, que passam a servir a causa luso-britânica. E em 1919 é fundado o jornal ‘A Batalha’, em Portugal.

Também a 23 de fevereiro de 1919, nasce o partido fascista italiano de Mussolini. De regresso a Portugal, é criado, em 1944, o Secretariado Nacional de Informação, Cultura Popular e Turismo, novo nome do Secretariado da Propaganda Nacional, na dependência de Salazar.

Na II Guerra Mundial, também em 1944, Estaline obriga um milhão de tchechenos ao exílio e dissolve a República, devido a uma alegada colaboração com os nazis. Um ano mais tarde, no mesmo conflito, fuzileiros norte-americanos alcançam o topo do Monte Suribachi.

Aí, é erguida a bandeira norte-americana, num ato fotografado por Joe Rosenthal. Essa famosa fotografia viria a conquistar o prestigiado Prémio Pulitzer.

Em 1961, o Conselho de Segurança da ONU emite a primeira resolução condenatória da política colonialista de António de Oliveira Salazar, exatamente no mesmo dia em que, em Cuba, Che Guevara é nomeado Ministro da Indústria.

A 23 de fevereiro de 1981, ocorre em Espanha uma tentativa de golpe militar, com a tomada do parlamento. E 10 anos mais tarde, durante a Guerra do Golfo, as forças aliadas lançam uma ofensiva terrestre contra o exército do Iraque.

António Guterres é eleito secretário-geral do Partido Socialista a 23 de fevereiro de 1992, durante o X Congresso do PS. Um ano mais tarde, nos EUA, um primeiro atentado terrorista no World Trade Center.

Nasceram neste dia Georg Friedrich Händel, compositor alemão (1685), Peter Fonda, ator norte-americano (1939), Fernanda Seno, poetisa,

escritora e jornalista portuguesa (1942), Brad Whitford, guitarrista dos Aerosmith (1952), Viktor Yushchenko, político ucraniano (1954), príncipe Naruhito, herdeiro do trono japonês (1960), e Rui Unas, humorista português (1974).

Morreram a 23 de fevereiro Aleksey Tolstoy, escritor russo (1945), Paul Claudel, diplomata e poeta francês (1955), Rei Saud da Arábia Saudita (1969), Zeca Afonso, músico português (1987) e Christopher Hill, historiador norte-americano (2003).

Última atualização: Domingo, 23 Fevereiro 2014 13:49
 


Página 13 de 23