Hoje é dia



6 de janeiro, nasce Joana d’Arc, heroína da Guerra dos Cem Anos

Joana Teles   
Segunda-feira, 06 Janeiro 2014 01:00

joana darcHoje é dia de recordar Joana d'Arc, mártir francesa que viria a ser queimada viva, a 30 de maio de 1431, com 19 anos, acusada da prática de feitiçaria. Seis de janeiro é também o Dia de Reis.

Nascida a 6 de janeiro de 1412, filha de camponeses, Joana d’Arc desde logo se distinguiu pela devoção a Deus. Movida pela fé, contribuiu decisivamente para alterar o rumo da Guerra dos Cem Anos, entre a França e a Inglaterra.

Aos 13 anos, declarou que conseguia ouvir a voz de Deus, a mesma voz que a ordenou que libertasse a cidade de Orléans do poder inglês. França estava nas mãos dos britânicos e a patrioca Joana d’Arc transmitiu ao rei a ordem que divina que recebera.

Mas o seu poder transformou-se em sentença de morte. Joana d’Arc foi calada, na tentativa de libertar França do domínio britânico, naquele conflito.

A 21 de fevereiro de 1431, teve início o julgamento, sendo que a mártir francesa viria a ser queimada viva, no mesmo ano. Hoje, dia em que se assinala o seu nascimento, recorda-se Joana d’Arc.

Nasceram a 6 de janeiro Joana d'Arc, heroína da Guerra dos Cem Anos e santa canonizada (1412), Heinrich Schliemann, arqueólogo alemão (1822), Max Bruch, compositor alemão (1838), Syd Barrett, fundador, vocalista, guitarrista e compositor dos Pink Floyd (1946), José Pacheco Pereira, político, comentador e historiador português (1949), e Rowan Atkinson, ator inglês, famoso por interpretar Mr. Bean (1955).

Morreram neste dia Georg Cantor, matemático alemão (1918), Jacques Vaché, escritor francês (1918), Theodore Roosevelt, 26.º Presidente dos EUA (1919), Pavel Alekseyevich Cherenkov, físico russo (1990), Dizzy Gillespie, trompetista, maestro, cantor e compositor norte-americano (1990), e Rudolf Nureyev, bailarino e coreógrafo russo (1993).

Hoje, festeja-se o Dia de Reis.

Última atualização: Segunda-feira, 06 Janeiro 2014 14:37
 

5 de janeiro, morre Eusébio, nasce Umberto Eco

Joana Teles   
Domingo, 05 Janeiro 2014 01:00

eusebio1eusebio 600 1Hoje é dia de recordar o 'rei' Eusébio, um dos maiores futebolistas de todos os tempos, e Umberto Eco, um dos grandes escritores contemporâneos.

Eusébio é um dos maiores nomes de todos os tempos do futebol mundial e um dos grandes embaixadores de Portugal no mundo. Atleta que se notabilizou no Benfica e na Seleção Nacional, Eusébio foi, talvez, o mais consensual futebolista português, que conseguiu colocar-se acima de clubites.

Morreu aos 71 anos, nas primeiras horas de 5 de janeiro de 2014, vítima de uma paragem cardiorrespiratória. Parte, mas deixa uma marca de talento e da imortalidade só ao nível das grandes personalidades portuguesas.

Umberto Eco nasceu na Alexandria, a 5 de janeiro de 1932, é um reputado escritor e romancista, que desenvolve trabalhos nas áreas da filosofia e semiótica, sobretudo.

Começou a carreira como filósofo, sob a orientação de Luigi Pareyson, em Itália, mas foi a literatura que lhe concedeu fama internacional, com obras como ‘O Nome da Rosa’ e ‘O Pêndulo de Foucault’.

Eco deu aulas na na Universidade de Bolonha, em Yale, na Universidade Columbia, em Harvard, Collège de France e Universidade de Toronto. Foi também colaborador em diversas publicações académicas, com as quais mantém ligação, através de escritos sobre diversos temas.

É uma das grandes vozes da sua área, um dos mais destacados escritores contemporâneos, que hoje se recorda, no dia em que cumpre mais um aniversário.

Nasceram a 5 de janeiro Constanze Weber, esposa do compositor Mozart (1762), Passos Manuel, político português (1801), Konrad Adenauer, político alemão (1876), Carlos Aboim Inglez, intelectual português (1930), Robert Duvall, ator e realizador norte-americano (1931), Umberto Eco, escritor e filósofo italiano (1932), Rei D. Juan Carlos de Espanha (1938) e Marilyn Manson, cantor norte-americano (1969).

Morreram neste dia Catarina de Medici, rainha consorte de França (1589), Isabel Petrovna, imperatriz da Rússia (1762), Nikolai Romanov, grão-duque da Rússia (1929), Amy Johnson, britânica pioneira na aviação (1941), e Eusébio.

Última atualização: Domingo, 05 Janeiro 2014 16:47
 

4 de janeiro, nasce Isaac Newton, o explorador da ciência

Joana Teles   
Sábado, 04 Janeiro 2014 01:00

isaac newton 1isaac newton 600Isaac Newton nasceu a 4 de janeiro de 1643 e foi um reputado cientista inglês, reconhecido sobretudo como físico e matemático. Newton é autor de uma das mais influentes obras da história da ciência.

Hoje é dia de recordar Sir Isaac Newton, cientista, físico e matemático, que também desenvolveu obra como astrónomo, alquimista, filósofo e teólogo. Foi considerado o físico que causou maior impacto na história da ciência, em razão da sua obra nas áreas onde se distinguiu. E foi respeitado como nenhum outro cientista.

O seu trabalho marcou uma revolução científica. ‘Philosophiae Naturalis Principia Mathematica’ é considerada uma das mais influentes obras da história da ciência. Publicada em 1687, descreve a lei da gravitação universal e as três leis de Newton, que fundamentaram a mecânica clássica.

Newton encarava a sua área como meio de criar ou descobrir leis universais e de tornar possível a sua enunciação, de um modo preciso e racional. Foi o primeiro a demonstrar que os movimentos de objetos – não só em solo terrestre, mas também os corpos celestes – são governados pelo mesmo conjunto de leis naturais.

O poder unificador e profético das leis de Newton centrava-se na revolução científica e no avanço do heliocentrismo, teoria segundo a qual o Sol era o centro do Universo. Os estudos de Newton funcionaram como chave para um mundo onde a ciência nunca entrara.

Nos últimos dias de vida, Isaac Newton enfrentou graves problemas renais, que culminaram com a sua morte, a 20 de março de 1727. O cientista foi enterrado na Abadia de Westminster, ao lado de outras grandes personalidades da Inglaterra.

“A natureza e as leis da natureza estavam imersas em trevas; Deus disse ‘Haja Newton’ e tudo se iluminou”, escreveu o poeta Alexander Pope, no epitáfio de Newton.

Nasceram a 4 de janeiro Isaac Newton, físico britânico (1643), Louis Braille, professor e músico francês, inventor do alfabeto para cegos (1809), Rui Teles Palhinha, botânico e professor universitário português (1871), Manuel Dias de Abreu, médico brasileiro, inventor do diagnóstico da tuberculose (1894), René Gagnaux, médico e missionário suíço que trabalhou em Moçambique (1929), Brian David Josephson, físico britânico (1940), e Michael Stipe, vocalista da banda norte-americana REM (1960).

Morreram neste dia Henri Bergson, filósofo francês (1941), Albert Camus, escritor e filósofo francês (1960), T. S. Eliot, poeta modernista, dramaturgo e crítico literário norte-americano (1965), Christopher Isherwood, escritor britânico (1986), e Tsutomu Yamaguchi, sobrevivente dos ataques nucleares em Hiroshima e Nagasaki (2010).

Hoje, assinala-se o Dia Mundial do Braille.

Última atualização: Sexta-feira, 03 Janeiro 2014 22:05
 

3 de janeiro, morre João Rodrigues Cabrilho, o navegador esquecido

Joana Teles   
Sexta-feira, 03 Janeiro 2014 01:00

joao cabrilhojm cabrillo 600João Rodrigues Cabrilho foi um navegador português que realizou importantes explorações marítimas ao serviço da coroa espanhola. Morreu a 3 de janeiro de 1543 e é recordado hoje.

Também conhecido como Juan Rodríguez Cabrillo, o explorador português do século XVI levou a cabo explorações marítimas no Oceano Pacífico (costa Oeste dos EUA) e também em operações terrestres na América do Norte.

Em 1521, João Rodrigues Cabrilho participou na conquista da Capital Azteca de Tenochtitlan, ao lado do espanhol Hernán Cortés. E junto a outros europeus esteve, por outro lado, na conquista dos territórios que compreendem hoje as Honduras, Guatemala e São Salvador, entre 1523 e 1535.

Cabrilho foi ainda o primeiro europeu a desembarcar no território onde está atualmente localizado o estado da Califórnia. Ao serviço da coroa espanhola, em 1542, partiu de Navidade, no México, em direção ao norte, demorando três meses a chegar à Baia de San Diego.

Apesar de ser chamado também de ‘Juan Rodríguez Cabrillo’, a nacionalidade portuguesa de João Rodrigues não oferece dúvidas. O cronista e Chefe das Índias Espanholas, D. António Herrera y Tordesillas, na ‘Historia General de los hechos de los Castellanos en lás Islas y tierra firme del Mar Oceano’, confirma a nacionalidade do português.

“Juan Rodriguez Cabrillo Português, persona muy platica en las cosas de la mar”, escreve, desmentindo a teoria de alguns historiadores que concedem nacionalidade espanhola a Cabrilho.

No concelho de Montalegre, freguesia de Cabril [daqui a origem de ‘Cabrilho’] existe a ‘Casa do Galego’, onde o navegador terá nascido. Morreu a 3 de janeiro de 1543, no atual estado da Califórnia, desconhecendo-se o local da sua sepultura.

Também neste dia, em 1960, Álvaro Cunhal foge da prisão do Forte de Peniche, um ano antes de os EUA romperem relações diplomáticas com Cuba.

Já a 3 de janeiro, em 1970, Salvador Allende assume a presidência do Chile e em 1980 Francisco Sá Carneiro toma posse como primeiro-ministro de Portugal, substituindo Maria de Lourdes Pintassilgo.

Nasceram a 3 de janeiro Cícero, político e orador romano (106 a.C), Constança de Portugal, rainha de Castela (1290), Charles Bronson, ator norte-americano (1922), Sergio Leone, realizador italiano (1929), John Paul Jones, baixista e teclista do Led Zeppelin (1946), Mel Gibson, ator e cineasta norte-americano (1956), e Michael Schumacher, piloto alemão de Fórmula 1 (1969).

Morreram neste dia João Rodrigues Cabrilho, explorador português (1543), Pierre Larousse, gramático e enciclopedista francês (1875), Alois Hitler, pai de Adolf Hitler (1903), Norton de Matos, general e político português (1955), Cáceres Monteiro, jornalista português (2006), Fernando José Francisco, artista surrealista português (2008), e Abu Zakaria al-Jamal, militar palestino, líder do Hamas (2009).

Última atualização: Sexta-feira, 03 Janeiro 2014 10:22
 

2 de janeiro, nasce Isaac Asimov, mestre da ficção científica

Joana Teles   
Quinta-feira, 02 Janeiro 2014 01:00

isaac asimovHoje é dia de lembrar Isaac Asimov, escritor russo que nasceu a 2 de janeiro de 1920. Asimov assina obras de ficção e também trabalhos de divulgação científica na área da bioquímica.

Asimov apresenta como obra mais famosa a série da ‘Fundação’, igualmente conhecida como ‘Trilogia da Fundação’, que combinou com ‘Robots’. Também escreveu livros de mistério e fantasia, bem como outros trabalhos que não se inserem na área onde se tornou mestre: a ficção científica.

Ao todo, Isaac Asimov escreveu mais de 500 volumes, mais de 90 mil cartas ou postais e obras em cada categoria importante do sistema de classificação bibliográfica de Dewey, exceto em filosofia.

É considerado um mestre da ficção científica, considerado um dos três grandes escritores desta área, ao lado de Robert A. Heinlein e Arthur C. Clarke.

Em 1981, um asteroide foi batizado com o seu nome, como forma de homenagem: 5020 Asimov. O robô humanóide ‘ASIMO’, da Honda, também é uma homenagem ao autor. Em inglês, o nome do robô significs “Advanced Step in Innovative Mobility”, sendo que em em japonês “ashi mo” quer dizer “também com pernas”, um jogo de palavras relativo à movimentação do robô.

Isaac Asimov morre em Nova Iorque, a 6 de abril de 1992, e é lembrado hoje, dia do seu aniversário.

Nasceram a 2 de janeiro Urbano Duarte, militar, jornalista, cronista, humorista e teatrólogo brasileiro (1855), Isaac Asimov, escritor e bioquímico russo (1920), Daisaku Ikeda, escritor, filósofo e poeta japonês (1928), Henrique Mendes, apresentador de televisão português (1931), José Vera Jardim, político português (1939), e Débora Duarte, atriz e poetisa brasileira (1950).

Morreram neste dia Johann Kaspar Lavater, filósofo, poeta e teólogo suíço (1801), Marechal Emílio Luís Mallet (1886), Edward Burnett Tylor, antropólogo britânico (1917), David R. Ross, escritor e historiador escocês (2010), e Eliseu Resende, político brasileiro (2011).

Última atualização: Quarta, 01 Janeiro 2014 21:11
 


Página 13 de 23