Hoje é dia



1 de setembro, nasce Lobo Antunes, o escritor dos mitos reais

Joana Teles   
Segunda-feira, 01 Setembro 2014 09:43

lobo antunesHoje é dia de homenagear o escritor António Lobo Antunes, que nasceu em Lisboa a 1 de setembro de 1942. ‘Memória de Elefante’, ‘Os Cus de Judas’ e ‘Conhecimento do Inferno’, os seus três primeiros livros, revelaram desde logo o grande autor que se escondia num anónimo médico do Hospital Miguel Bombarda.

António Lobo Antunes nasceu em Lisboa, licenciou-se em Medicina e optou pela Psiquiatria. De 1971 a 1973, participou na Guerra do Ultramar, em Angola, como tenente-médico do Exército.

Enquanto exerceu no Hospital Miguel Bombarda (foi psiquiatra até 1985), escreveu três livros, aclamados como grandes obras pela crítica. ‘Memória de Elefante’, ‘Os Cus de Judas’ e ‘Conhecimento do Inferno’ – livros de um autor marcado pela guerra colonial – catapultaram Lobo Antunes para o centro da discussão literária.

Já depois de deixar o Miguel Bombarda, prossegue a sua obra, com mais quatro livros (‘A Explicação dos Pássaros’, ‘Fado Alexandrino’, ‘Auto dos Danados’ e ‘As Naus’) que trespassam a história de Portugal, desde os Descobrimentos até à Revolução de Abril.

Depois de revisitar estes factos, não da perspetiva do povo heróico, mensagem que sempre foi transmitida, Lobo Antunes faz uma visita à sua infância e adolescência, ao local onde viveu: o bairro de Benfica, em Lisboa. O autor junta factos e personagens que estão para além deste período da sua vida, representação de pessoas que também tiveram forte preponderância na sua vida, já como adulto.

Das crises conjugais (o divórcio que superou) às contradições dos mitos dos Descobrimentos, dos traumas da guerra às memórias de infância, Lobo Antunes viaja pelo tempo, recorrendo às letras que os conhecimentos de psiquiatria lhe permitiram escolher.

António Lobo Antunes transformou-se num dos escritores portugueses mais lidos em todo o mundo. Renovou o estilo, mantendo-se fiel à essência, prosseguindo no enriquecimento de uma obra notável.

Com os livros ‘Exortação aos Crocodilos’, ‘Não Entres Tão Depressa Nessa Noite Escura’, ‘Que Farei Quando Tudo Arde?’ e ‘Boa Tarde às Coisas Aqui em Baixo’ enriquece a ficção portuguesa.

A dimensão do seu trabalho mereceu um sublinhado com alguns dos mais prestigiados galardões de literatura, como o Prémio Jerusalém (2005) e o Prémio Camões (2007). Em 2008, o Ministério da Cultura de França atribui a Lobo Antunes as insígnias de Comendador da Ordem das Artes e das Letras francesas.

Hoje, 1 de setembro, dia em que se assinala o aniversário de António Lobo Antunes, homenageia-se um dos maiores autores de Língua Portuguesa.

Nasceram a 1 de setembro Maria de Castela, infanta de Castela e rainha de Aragão (1401), Engelbert Humperdinck, compositor alemão (1854), Edgar Rice Burroughs, escritor norte-americano (1875), António Lobo Antunes, médico e escritor português (1942), Barry Gibb, membro dos Bee Gees (1946), Gloria Estefan, cantora cubana (1957), e Ruud Gullit, ex-futebolista e treinador holandês (1962).

Morreram neste dia Dulce Berenguer de Barcelona, Rainha de Portugal (1198), Jacques Cartier, explorador francês (1557), Richard Steele, ensaísta, dramaturgo e estadista britânico (1729), Jean-François Séguier, botânico e naturalista francês (1784), e François Mauriac, escritor francês (1970).

Última atualização: Segunda-feira, 01 Setembro 2014 09:43
 

31 de agosto, morre Diana de Gales, a princesa do povo

Joana Teles   
Sábado, 30 Agosto 2014 23:00

diana spencer

Hoje é dia de recordar a princesa do povo, Diana Spencer, que a 31 de agosto de 1997 sofreu um grave acidente de viação, em Paris, ao lado do empresário egípcio Dodi Al-Fayed, que também perdeu a vida.

Diana Spencer, conhecida como ‘princesa do povo’, nasceu em Sandringham, a 1 de julho de 1961. Era uma jovem tímida, que vivia longe do mediatismo que viria a conduzi-la à morte, a 31 de agosto, num túnel de Paris.

Diana e Dodi, que mantinham uma relação amorosa, tentavam fugir a um grupo de sete paparazzi, que os perseguiam, até ao túnel Ponte de l'Alma, onde se deu o embate fatal para ambos.

Aos 36 anos, a princesa de Gales foi vítima de uma fama que nunca reclamou, mas que herdou, em virtude do casamento com Carlos (herdeiro de Isabel II do Reino Unido), do qual nasceram os príncipes William e Harry.

Esse casamento pôs termo a uma juventude recatada, longe de protagonismo, de uma jovem tímida. A separação, porém, não eliminou o sentimento de carinho que a população inglesa manteve relativamente a Diana, até à morte desta.

Mas Diana de Gales não foi apenas a mulher do herdeiro do trono inglês, a popular princesa do povo, ou o símbolo da beleza feminina. Durante a sua vida, desenvolveu um trabalho de caridade, sobretudo no combate à sida e na campanha internacional contra as minas terrestres, que matam e amputam milhares de pessoas.

Os ingleses mantém Diana Spencer como um símbolo, pelo carinho que sempre suscitou, pela história de amor que de uma mulher frágil com um futuro rei e pela mulher filantropa, que se dedicou a causas.

Hoje, 31 de agosto, recorda-se a mulher que mais saudade provocou no Reino Unido, cujo funeral, visto por mais de 2,5 mil milhões de pessoas, se transformou numa das transmissões televisivas com maior audiência. Os anos passam e os ingleses mantém Diana ‘viva’.

Outros eventos se assinalam neste dia. Em 1846, dá-se a descoberta do planeta Neptuno. Também a 31 de agosto, em 1888 Jack, o Estripador’ comete o primeiro homicídio, em Londres.

E no ano de 1951, neste dia, é apresentado o primeiro disco LP (Long Play), por parte da empresa alemã Deutsche Grammophon. Igualmente na Alemanha, a 31 de agosto de 1990, é assinado o tratado de unificação da RFA e RDA, em Berlim.

Nasceram neste dia Calígula, imperador romano (12), Cómodo, imperador romano (161), Théophile Gautier, poeta francês (1811), Taisho, imperador do Japão (1879), Otelo Saraiva de Carvalho, ex-militar português (1936), António de Vasconcelos Xavier, bioquímico português (1943), Van Morrison, cantor e compositor irlandês (1945), Hugh David Politzer, físico norte-americano (1949), e Richard Gere, ator norte-americano (1949).

Morreram neste dia Go-Horikawa, 86.º imperador do Japão (1234), Karl Ludwig Harding, astrónomo alemão (1834), Charles Baudelaire, poeta francês (1867), Wilhelm Wundt, filósofo e psicólogo alemão (1920), Georges Braque, pintor francês (1963), Diana, princesa de Gales, (1997), Dodi Al-Fayed, produtor cinematográfico e empresário egípcio (1997), e Glenn Ford, ator canadiano (2006).

Última atualização: Domingo, 31 Agosto 2014 14:52
 

30 de agosto, morre Nasoni, o arquiteto que espalhou arte no Porto e no norte

Joana Teles   
Sexta-feira, 29 Agosto 2014 23:00

nicolau nasoni

A 30 de agosto de 1773, morre o italiano Nicolau Nasoni, um dos mais importantes arquitetos do Porto e de outras cidades do norte do país, que preservam belos edifícios do século XVIII. Nasoni morreu inexplicavelmente pobre.

Nasoni teve grande proximidade com fidalgos do Porto, em virtude da ocupação profissional do seu avô. Nascido em Itália (a 2 de junho de 1691), viveu em Siena – onde aprendeu pintura, arquitetura e artes decorativas e realizou importantes trabalhos artísticos –, até que se mudou para Roma e, mais tarde, para Malta.

As suas obras decorativas provocaram grande celeuma, pela riqueza das decorações, quer pelas técnicas de construção. Foi em Malta que se inicia na arquitetura, pintando um teto no palácio de Valeta, em 1724, obra dirigida ao português D. António Manuel de Vilhena, grão-mestre da Ordem de Malta.

O trabalho foi alvo de elogios, sendo que a presença naquela ilha permitiu a Nasoni um contacto com fidalgos e personagens ligadas à Igreja Católica. Pelo mérito das suas criações, Nicolau Nasoni é convidado para se mudar para uma cidade que se encontrava em plena revolução artística: o Porto.

Em Novembro de 1725, dá início ao trabalho de pinturas na Sé do Porto, um edifício de matriz românica, que se encontrava em profundas remodelações (é dos primeiros edifícios da cidade a sofrer diversas adaptações do estilo barroco).

Durante vários anos, realiza trabalhos na Sé do Porto, ao lado de grandes nomes portugueses da arquitetura, entre os quais António Pereira e Miguel Francisco da Silva.

Em 1731, já depois de ter casado e enviuvado, recebe um projeto para a Igreja dos Clérigos, que o ocupou durante mais de três décadas. Foi um dos grandes projetos da sua vida, feito gratuitamente, mas graças ao qual se tornou imortal.

Sobretudo no Porto, mas também nas cidades contíguas e no norte de Portugal, Nasoni rubricou diversos trabalhos, dos quais se destacam a fachada principal da Igreja do Senhor Bom Jesus (em Matosinhos), o corpo central do Palácio de Mateus (em Vila Real), a fachada da Igreja da Misericórdia, o Palácio do Freixo, a Igreja e Torre dos Clérigos (Porto).

Morreu na pobreza, inexplicavelmente pobre, no dia 30 de agosto de 1773, tendo sido sepultado na Igreja dos Clérigos. Hoje, no dia da morte de Nasoni, recorda-se o grande arquiteto que espalhou talento na cidade.

Nasceram a 30 de agosto Pedro I de Castela, rei de Castela (1334), Baronne De Staal, escritora francesa (1684), D. João de Bragança, príncipe do Brasil (1688), Jacques-Louis David, pintor francês (1748), Pierre Lallement, inventor da bicicleta (1843), Theodor Svedberg, químico sueco (1884), Warren Buffett, empresário norte-americano (1930), e Anna Politkovskaya, jornalista russa (1958).

Morreram neste dia Cleópatra VII do Egito (30 a.C.), Luís XI de França, (1483), Nicolau Nasoni, arquiteto italiano (1773), Francis Baily, astrónomo inglês (1844), John White Webster, químico norte-americano (1850), Wilhelm Wien, físico alemão (1928), Henri Barbusse, escritor francês (1931), Joseph John Thomson, físico inglês (1940), e J. Lee Thompson, realizador inglês (2002).

Última atualização: Sexta-feira, 29 Agosto 2014 20:52
 

29 de agosto, nasce a pessoa mais famosa do mundo

Joana Teles   
Quinta-feira, 28 Agosto 2014 23:00

michael jackson 1

Corria o ano de 1958 quando, a 29 de agosto, em Gary, nos EUA, nasce uma criança que se tornaria numa estrela precoce, num ícone da música, o artista que mais vendeu e a pessoa mais famosa do mundo. Hoje, recordamos Michael Jackson.

Hoje é dia de lembrar Michael Jackson, o artista famoso vítima da própria fama, que inscreveu o seu nome no mais alto patamar da música, como cantor, compositor, bailarino e produtor.

Neste texto, ficam de fora os números das vendas de Michael Jackson. Outros números se realçam. Desde logo, a idade com que deu início à sua carreira – 11 anos –, como vocalista dos Jackson 5.

A carreira solo começou em 1971. A partir de então, Michael foi rebatizado, como ‘Rei do Pop’, graças ao tremendo sucesso de álbuns como ‘Off The Wall’ (1979), ‘Thriller’ (1982), ‘Bad’ (1987), ‘Dangerous’ (1991) e ‘HIStory’ (1995). ‘Thriller’ chegou mesmo a ser o álbum mais popular da história da música.

O estilo incomparável de Michael Jackson – quer nos jogos vocais, quer na dança – foi inspiração para muitos artistas de por, rock, hip hop e R&B. Mas não se destacou apenas na música: foi um filantropo e humanitário, doando parte da sua fortuna a causas de beneficência, através da fundação que criou.

Fora dos palcos, Michael Jackson esteve envolvido em polémicas, das quais se destacam a acusação de abuso infantil, em 1993. No entanto, o processo acabou arquivado, por falta de provas e Jackson não foi a tribunal. Já em 2005, o cantor foi julgado, pelo mesmo crime de abuso infantil, mas o juiz absolveu-o.

Nesta altura da sua vida, Michael era notícia não pelas grandes digressões, mas por casos polémicos que abalaram a sua reputação – ainda que os milhões de fãs permanecessem fiéis.

E para regressar ao seu local de eleição (o palco), Michael Jackson preparava a nova digressão: ‘This Is It’. Mas o destino travou os seus intentos e em 25 de junho de 2009 morre de intoxicação aguda do anestésico propofol, após uma paragem cardíaca.

O Tribunal de Justiça de Los Angeles considerou sua morte homicídio. O médico de Michael Jackson, Conrad Murray, foi condenado por homicídio.

Estima-se que dois mil milhões de pessoas tenham assistido ao funeral de Jackson pela televisão. O evento foi transmitido em direto por diversos canais, em todo o mundo.

Foi um final triste do maior artista de todos os tempos, que conseguiu com ‘Thriller’ o álbum mais vendido de todos os tempos. Michael Jackson arrecadou ainda 15 Grammy e colocou 41 canções no topo das tabelas, como cantor solo. Outras centenas de distinções fizeram de Michael o artista mais premiado da história da música.

Outros factos se assinalam, neste 29 de agosto, dia em que se homenageia Michael Jackson. Em 1825, Portugal reconhece a independência do Brasil. Também neste dia, em 1966, Os Beatles realizam o derradeiro espetáculo, em São Francisco, nos EUA. E em 2005 o furacão Katrina varre a cidade de Nova Orleães.

Nasceram a 29 de agosto Jean-Baptiste Colbert, ministro das finanças de Luís XIV (1619), John Locke, filósofo inglês (1632), António Lisboa (Mestre Aleijadinho), escultor e arquiteto brasileiro (1730), Jean-Auguste Ingres, pintor francês (1780), Apolinário Porto-Alegre, escritor e poeta brasileiro (1844), Edward Carpenter, poeta inglês (1844), Albert Lebrun, 15.º Presidente da França (1871), Ingrid Bergman, atriz sueca (1915), Charlie Parker, músico norte-americano (1920), Richard Attenborough, realizador britânico (1923), António Assunção, ator português (1945), e Michael Jackson, cantor, compositor e ator norte-americano (1958).

Morreram neste dia Cristóvão da Gama, filho de Vasco da Gama e capitão de Malaca (1542), Joseph Wright, pintor inglês (1797), José Maria Latino Coelho, militar e político português (1891), Vicki Baum, escritora austríaca (1960), e Dorina Nowill, criadora da Funcação Dorina Nowill para invisuais (2010).

Última atualização: Quinta-feira, 28 Agosto 2014 20:29
 

28 de agosto, nasce Wolfgang von Goethe, o maior escritor alemão

Joana Teles   
Quarta, 27 Agosto 2014 23:00

goetheA viagem pelo calendário da história passa por Johann Wolfgang von Goethe, o maior escritor alemão, cuja obra influenciou a literatura mundial.

É um dos grandes nomes da literatura de todo o mundo e o grande escritor da Alemanha. Goethe, que nasceu em Frankfurt am Main a 28 de agosto de 1749, é hoje lembrado.

Ao lado de Friedrich Schiller, Goethe escreve o seu nome como um dos líderes do movimento literário romântico alemão ‘Sturm und Drang’.

Além de escritor – reconhecido como uma das mais importantes figuras da literatura alemã e do Romantismo europeu, entre os final do século XVIII e o início do século XIX –, Goethe foi também um pensador de renome, com algumas incursões pela área da ciência.

Da vasta obra de Johann Wolfgang von Goethe constam romances, poemas, escritos autobiográficos, peças de teatro, bem como algumas reflexões nas áreas da arte, literatura e ciências naturais. Estabeleceu contactos com grandes pensadores e personalidades, o que lhe permitiu estabelecer bases sólidas para as suas teorias.

O romance ‘Os Sofrimentos do Jovem Werther’ catapultou Goethe para a ribalta, em toda a Europa, em 1774. A sua obra tornou-o no mais importante autor do Classicismo de Weimar.

Aos 82 anos, a 22 de março de 1832, Goethe morre, precisamente na cidade de Weimar. Está sepultado na mesma cidade, no Cemitério Histórico, ao lado do amigo e inspirador Friedrich Schiller. Hoje, dia em que se assinala a data do seu nascimento, recorda-se o poeta.

Nasceram a 28 de agosto o Imperador Go-Reizei do Japão (1023), Johann Wolfgang von Goethe, filósofo, escritor e cientista alemão (1749), Liev Tolstói, escritor russo (1828), Madre Francisca Lampel, fundadora da Congregação das Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição (1807), John Betjeman, poeta inglês (1906), Raul Cortez, ator brasileiro (1932), José Eduardo dos Santos, político angolano (1942) e Shania Twain, cantora canadiana (1965).

Morreram neste dia D. Afonso V de Portugal (1481), Albrecht Adam, pintor alemão (1862), John Huston, ator e diretor cinematográfico norte-americano (1987), Edward Palmer Thompson, historiador britânico (1993), Antonio Puerta, futebolista espanhol (2007) e Phil Hill, automobilista norte-americano, campeão de Fórmula 1 (2008).

Última atualização: Quarta, 27 Agosto 2014 20:06
 


Página 13 de 23