Sociedade



Aumenta risco de pobreza da população jovem em Portugal

António Henriques   
Terça-feira, 02 Setembro 2014 15:52

estudantes universitarios

Há cada vez mais jovens portugueses que enfrentam risco de pobreza, segundo dados o Eurostat, divulgados pelo Jornal de Notícias. Um em cada três jovens em Portugal com idades entre 20 e 24 anos está naquela situação. São valores que acompanham as médias da União Europeia (UE). Também um terço dos jovens lusos não estuda ou está sem emprego.

Cada vez mais jovens portugueses estão em risco de pobreza, adianta o gabinete de estatística da União Europeia, em dados citados pelo Jornal de Notícias.

De acordo com este jornal, 29,8 por cento dos jovens portugueses com idades compreendidas entre 20 e 24 anos enfrentam riscos de pobreza.

São números semelhantes à média da União Europeia, cuja taxa se situa nos 31,8 pontos percentuais, de acordo com o Eurostat.

No entanto, numa análise aos jovens que não estudam e que estão desempregados, Portugal apresenta números bem mais preocupantes do que os seus parceiros europeus.

Numa análise a este grupo, onde as idades se situam entre 15 e 34 anos, verifica-se que 31,3 por cento estão sem atividade letiva ou profissional.

A percentagem é bem superior à da UE, que se fica pelos 20,4 por cento.

Segundo defende o sociólogo Boaventura Sousa Santos, em declarações ao Jornal de Notícias, a situação económica do país contribui para este cenário. "A austeridade eliminou a possibilidade de as empresas crescerem e contratarem pessoas", diz.

 

Tragédia do Meco: Procurador ameaçado pelas famílias com queixa-crime

João Miguel Ribeiro   
Terça-feira, 02 Setembro 2014 11:18

mecoOs familiares das vítimas da tragédia do Meco fizeram um ultimato ao procurador Moreira da Silva: ou disponibiliza a totalidade do processo ou incorre em obstrução à justiça, levando as famílias a apresentar uma queixa-crime. O procurador tem 48 horas para responder.

O processo da tragédia do Meco foi arquivado, mas o que está disponível, segundo os familiares das vítimas, não é o suficiente e nem sequer está organizado.

Cansados do que consideram ser uma obstrução à justiça, os familiares deixaram uma ameaça ao procurador responsável pelo processo, Moreira da Silva: ou disponibiliza a totalidade da informação, ou as famílias avançam para uma queixa-crime.

O ultimato tem um prazo de 48 horas.

“Parece que o processo tem um dono e não tem”, criticou o advogado que representa os familiares, citado pela TVI.

“O processo é público, é do Estado português, portanto há princípios e regras processuais que têm que se cumprir. O procurador não pode agir como se o processo lhe pertencesse. Tem de ser dada a possibilidade às famílias de saberem tudo, não só aquilo que interesse”, reforçou.

No processo faltam, alegadamente, centenas de páginas, como as referentes às perícias feitas aos telemóveis e computadores das vítimas. Sem essa informação, segundo os familiares, é impossível saber a quem ligou o único sobrevivente do Meco, João Gouveia.

“Sabemos de mensagens que confirmam que foi um fim de semana de praxe. Sabemos que houve uma chamada do próprio no sábado à tarde. Seria muito interessante saber para quem foi e não sabemos”, salientou a mãe de Pedro Negrão, uma das vítimas dessa noite.

“Essa informação está nos anexos que não foram facultados”, acrescentou Fátima Negrão: “acho inaceitável que o telemóvel do meu filho e o meu computador não tenham sido devolvidos. O processo foi encerrado, entreguem aos pais”.

Para o advogado Vítor Parente, “o problema é que têm andado a parodiar as famílias”: “quando nos dirigimos ao tribunal para levantar o processo, este nunca é entregue. Fui lá tentar ver os cd e, para minha estupefação, os cd não estavam disponíveis para consulta”.

As queixas não se ficam pelo que não consta: o causídico aponta os “indícios” de desorganização da informação disponibilizada: “não existe qualquer ordem lógica na numeração das páginas e depois existem diversas páginas que saltam. É evidente que levanta alguma suspeição. Há indícios claros de que isto não é por acaso”.

 

Rolou o Euromilhões: Veja a chave e prepare-se para contar dinheiro

António Henriques   
Sexta-feira, 29 Agosto 2014 20:44

euromilhoes chave

Já foi sorteada a chave do Euromilhões, concurso que tem em jogo um jackpot de 30 milhões de euros. Eis a combinação deste dia 29 de agosto (concurso 069/2014). É desta que a sorte do Euromilhões sorri a Portugal?

Hoje é sexta-feira, dia de Euromilhões, com um primeiro prémio de 30 milhões de euros, que estão em jogo.

Há poucos minutos, a roda da sorte determinou a combinação vencedora deste concurso, composta pelos números 02, 09, 26, 32 e 38, acompanhados das estrelas 03 e 06.

Se acertou nesta combinação, acaba de ganhar um primeiro prémio de 30 milhões de euros, segundo o Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O PT Jornal reproduz os números publicados no site da Santa Casa.

Esta informação não dispensa a consulta dos canais oficiais.

Sorteio 069/2014, sexta-feira, dia 29/08/2014.
Números: 02, 09, 26, 32 e 38.
Estrelas: 03 e 06.

O sorteio da passada terça-feira não permitiu a nenhum apostador conquistar o primeiro prémio. Estavam em jogo um prémio que cresceu para os 30 milhões de euros que estão em jogo, nesta sexta-feira.

Houve, contudo, seis apostadores que acertaram numa combinação para o segundo prémio, um dos quais em Portugal.

Segundo o Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a divisão do segundo prémio vai dar direito a 158 mil euros para cada um.

Dos três apostadores com direito ao terceiro prémio, um é português. Cada qual recebeu 105 mil euros.

Todos os prémios do Euromilhões e de outros jogos da Santa Casa passaram a estar sujeitos a tributação, desde 1 de janeiro de 2013, desde que sejam superiores a 5000 euros.

O imposto de selo cobrado pelo Estado é de 20 por cento.

O Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa lançou recentemente o Modelo Único de Pagamento de Prémios, medida de modernização e unificação de procedimentos dos Jogos Santa Casa que visa garantir segurança, celeridade e comodidade ao processo de pagamento de prémios, quer para o apostador, quer para o mediador de jogos sociais do Estado.

Assim, desde o dia 26 de janeiro de 2014, o pagamento de prémios (Euromilhões inclusive) faz-se através de transferência bancária para a conta do apostador, suprimindo os modelos anteriores.

Última atualização: Sexta-feira, 29 Agosto 2014 20:45
 

Euromilhões com jackpot: Na sexta há 30 milhões de euros em jogo

João Miguel Ribeiro   
Quarta, 27 Agosto 2014 16:28

euromilhoes

Na sexta-feira, o Euromilhões tem em jogo um jackpot de 30 milhões de euros, informa a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, através do departamento de jogos. Nesta terça-feira, nenhum apostador acertou na chave para o primeiro prémio, mas seis apostadores, um deles português, vão dividir o segundo prémio.

O sorteio desta terça-feira do Euromilhões não fez excêntricos. Estavam em jogo 15 milhões, valor que cresce para 30 milhões de euros no sorteio da próxima sexta-feira.

Houve, contudo, seis apostadores que acertaram numa combinação para o segundo prémio, um dos quais em Portugal.

Segundo o Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a divisão do segundo prémio vai dar direito a 158.311,71 euros para cada um.

Dos três apostadores com direito ao terceiro prémio, um é português. Cada qual vai receber 105.541,14 euros.

O sorteio do Euromilhões deste dia 26 de junho determinou os números 10, 22, 36, 45 e 48, acompanhados das estrelas 04 e 11.

Convém recordar que, quanto mais generoso é o prémio, maior é o valor sujeito a carga tributária.

Se um português acertar no jackpot, o Estado terá direito a 20 por cento do total de 30 milhões de euros em jogo.

A percentagem corresponde ao imposto de selo, aplicável quando o prémio é superior a 5000 euros.

Por outro lado, os pagamentos aos apostadores passaram a estar mais simplificados.

Desde 26 de janeiro, o pagamento de prémios (Euromilhões inclusive) faz-se através de transferência bancária para a conta do apostador, suprimindo os modelos anteriores.

Não se esqueça também que poderá registar a sua aposta no Euromilhões através do site da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, de forma segura.

Última atualização: Quarta, 27 Agosto 2014 16:30
 

Eis a chave do Euromilhões: Há uma fortuna para depositar na sua conta

António Henriques   
Terça-feira, 26 Agosto 2014 21:45

euromilhoes chave

Consulte a chave do Euromilhões, que acabou de ser sorteada. Em jogo, nesta terça-feira, há um jackpot de 21 milhões de euros. Eis a combinação deste dia 26 de agosto (concurso 068/2014), composta pelos números 10, 22, 36, 45 e 48, e pelas estrelas 04 e 11. É desta que a sorte do Euromilhões sorri a Portugal?

Terça-feira é dia de Euromilhões, com um primeiro prémio de 15 milhões de euros em jogo, neste dia 26 de agosto.

Há poucos minutos, a roda da sorte determinou a combinação vencedora deste concurso, composta pelos números 10, 22, 36, 45 e 48, acompanhados das estrelas 04 e 11.

A combinação dá acesso a um primeiro prémio de 21 milhões de euros, segundo o Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Sorteio 068/2014, terça-feira, dia 26/08/2014.
Números: 10, 22, 36, 45 e 48.
Estrelas: 04 e 11.

O PT Jornal reproduz os números publicados no site da Santa Casa. Mas esta informação não dispensa a consulta dos canais oficiais.

Todos os prémios do Euromilhões e de outros jogos da Santa Casa passaram a estar sujeitos a tributação, desde 1 de janeiro de 2013, desde que sejam superiores a 5000 euros.

O imposto de selo cobrado pelo Estado é de 20 por cento.

O Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa lançou recentemente o Modelo Único de Pagamento de Prémios, medida de modernização e unificação de procedimentos dos Jogos Santa Casa que visa garantir segurança, celeridade e comodidade ao processo de pagamento de prémios, quer para o apostador, quer para o mediador de jogos sociais do Estado.

Assim, desde o dia 26 de janeiro de 2014, o pagamento de prémios (Euromilhões inclusive) faz-se através de transferência bancária para a conta do apostador, suprimindo os modelos anteriores.

O apostador terá de fornecer ao seu mediador o Número de Identificação Bancária, sendo que, num limite máximo de 72 horas úteis, o valor de cada prémio será depositado na conta bancária.

Não se esqueça também que pode registar a sua aposta do Euromilhões através do site da Santa Casa, de forma fácil e segura.

Última atualização: Terça-feira, 26 Agosto 2014 22:02
 


Página 1 de 663

ptjornal tv 2

mais positivo logo 1

joaquim jorge 1
Joaquim Jorge
Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores
VER ARTIGOS DO AUTOR

Tópicos

Menu

Menu

Menu

Quer receber vídeos interessantes?