top canal cronicas 1

top canal bisturi

top canal batuta 1

top canal ptanimal 1

    top canal motores 1

    top canal social 1

    top canal tv 1

              Sociedade



              Chave do Euromilhões para prémio de 64 milhões (concurso 24/2015)

              António Henriques   
              Sexta-feira, 27 Março 2015 20:42

              euromilhoes

              A chave do Euromilhões para um jackpot de 64 milhões de euros foi sorteada há momentos (concurso 24/2015). Veja a combinação e verifique se 27 de março de 2015 é o seu dia de sorte.

              O sorteio do Euromilhões da passada terça-feira não provocou excêntricos, uma vez que nenhum apostador acertou nos cinco números e duas estrelas que compuseram a chave para um jackpot que está a crescer.

              Desse modo, está em jogo nesta sexta-feira (dia 27 de março de 2015) um jackpot de 64 milhões de euros, para o apostador que acertar nos números da sorte.

              A tômbola rodou há minutos e determinou uma chave composta pelos números 02, 30, 32, 39 e 44, acompanhados pelas estrelas 06 e 10.

              Sorteio 025/2015, sexta-feira, dia 27/03/2015.
              Números: 02, 30, 32, 39 e 44.
              Estrelas: 06 e 10.

              As chaves do Euromilhões publicadas pelo PT Jornal são reproduzidas de canais oficiais.

              Esta informação, porém, não dispensa a consulta dessas mesmas plataformas oficiais, para confirmação da chave e eventuais prémios do Euromilhões.

              Segundo o Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, no sorteio da passada sexta-feira nenhum jogador conseguiu acertar na chave completa.

              Dois apostadores com aposta registada fora de Portugal acertaram no segundo prémio, sendo que cada um recebe cerca de 566 mil euros.

              Relativamente ao terceiro prémio, foi dividido por cinco apostadores, com apostas registadas fora de Portugal. Cada um teve direito a 75 mil euros.

              Nesta semana, foi entregue o primeiro prémio no valor de 100 milhões de euros, ao apostador português contemplado, no recente sorteio extra.

              Todas as formalidades relativas ao pagamento desse prémio também “já foram concluídas”, adianta um comunicado divulgado na quarta-feira, pela Santa Casa.

              Recorde-se que o apostador de Felgueiras foi o único totalista a acertar na chave do Euromilhões no dia do jackpot de 100 milhões que estava em jogo.

              A sua identidade permanece oculta. Aliás, no comunicado da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa não é mencionado qualquer dado sobre o premiado, exceto o facto de ser português.

              O apostador de Felgueiras conseguiu acertar na chave vencedora do Euromilhões, arrecadando 80 milhões de euros – valor que resulta dos 100 milhões brutos em jogo, como primeiro prémio, ao qual são descontados 20 por cento.

              Desde o início do Euromilhões, no ano de 2004, 55 apostadores portugueses já conquistaram o primeiro prémio, de acordo com a Santa Casa.

              Já contabilizando este prémio do felizardo de Felgueiras, as apostas registadas em Portugal permitiram aos apostadores encaixar mais de 1,4 mil milhões de euros.

              Última atualização: Sexta-feira, 27 Março 2015 21:57
               

              Neste fim de semana, mude a hora e sinta os dias crescer

              António Henriques   
              Sexta-feira, 27 Março 2015 16:21

              relogio 1relogioNeste domingo, quando o relógio marcar 01h00, deve mudar para as 02h00, em Portugal Continental e na Madeira. Se estiver nos Açores, a mudança de hora deve ser feita à meia-noite, avançando 60 minutos para a 1h00. É o fim de semana em que passamos a sentir os dias muito maiores do que as noites, já depois do equinócio da primavera.

              Na primeira hora do próximo domingo passa a vigorar o horário de verão, sendo que o relógio avança 60 minutos, em Portugal Continental, na Madeira e também na Região Autónoma dos Açores.

              Assim, quando o relógio marcar 01h00, no continente e na Madeira, deve mudar a hora para as 02h00. Se estiver nos Açores, a mudança de hora deve ser feita à meia-noite, avançando 60 minutos para a 1h00.

              É o fim de semana em que passamos a sentir os dias muito maiores do que as noites, já depois do equinócio da primavera.

              O horário de verão prevalece até ao próximo mês de outubro, altura em que os relógios voltam a regredir uma hora.

               

              Sócrates não terá escrito livro sobre tese académica, avança o Sol

              João Miguel Ribeiro   
              Sexta-feira, 27 Março 2015 11:25

              jose socrates

              O livro ‘A Confiança no Mundo - Sobre a Tortura em Democracia’, da autoria de José Sócrates, não terá sido escrito pelo ex-primeiro-ministro. O Sol avança, hoje, que o verdadeiro autor terá sido um professor universitário. A descoberta foi feita durante as escutas para a ‘Operação Marquês’.

              O livro sobre a experiência académica de José Sócrates em Paris, intitulado ‘A Confiança no Mundo - Sobre a Tortura em Democracia’, pode não ser da autoria do ex-primeiro-ministro.

              De acordo com o jornal Sol, terá sido um professor catedrático português, da mesma geração do político socialista, a redigir a obra lançada em outubro de 2013.

              Entretanto, o ex-primeiro-ministro já reagiu, desmentindo "categoricamente" o Sol.

              Última atualização: Sexta-feira, 27 Março 2015 19:19
               

              Os 100 milhões do superjackpot do Euromilhões já foram pagos ao apostador luso

              António Henriques   
              Quarta, 25 Março 2015 18:22

              euromilhoes4

              Segundo a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, já foram cumpridas as formalidades para pagamento do jackpot de 100 milhões de euros, ganho por um apostador com aposta registada em Felgueiras, no dia 6 de março. É cidadão português, mas a identidade deste milionário mantém-se oculta.

              Em comunicado divulgado hoje, a Santa Casa informa que o “primeiro prémio no valor de 100 milhões de euros já foi reclamado por um cidadão/cidadã português”.

              Todas as formalidades relativas ao pagamento deste prémio “já foram concluídas”, adianta a mesma nota.

              Recorde-se que o apostador de Felgueiras foi o único totalista a acertar na chave do Euromilhões no dia do jackpot de 100 milhões que estava em jogo.

              A sua identidade permanece oculta. Aliás, no comunicado da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa não é mencionado qualquer dado sobre o premiado, exceto o facto de ser português.

              Esta é a chave que o apostador português jamais esquecerá: 23, 30, 47, 49 e 50 (números); 02 e 07 (estrelas). Foi sorteada no dia 6 de março.

              O apostador de Felgueiras conseguiu acertar na chave vencedora do Euromilhões, arrecadando 80 milhões de euros – valor que resulta dos 100 milhões brutos em jogo, como primeiro prémio, ao qual são descontados 20 por cento.

              Realce-se que em Portugal os prémios iguais ou superiores a 5000 euros implicam o pagamento de imposto de selo.

              Desde o início do Euromilhões, no ano de 2004, 55 apostadores portugueses já conquistaram o primeiro prémio, de acordo com a Santa Casa.

              Já contabilizando este prémio do felizardo de Felgueiras, as apostas registadas em Portugal permitiram aos apostadores encaixar mais de 1,4 mil milhões de euros.

               

              Absolvida a polícia que respondia por tortura de mulheres e abuso de poder

              João Miguel Ribeiro   
              Quarta, 25 Março 2015 16:29

              psp 210

              Uma agente da PSP, de 33 anos, foi hoje absolvida dos crimes de tortura sobre duas mulheres, abuso de poder e integridade física. O incidente remontava a 2011 e as queixosas nem sequer compareceram em tribunal, levando os juízes a criticar a falta de “vontade em esclarecer a verdade”.

              Absolvida. A agente da PSP que foi acusada de, em 2011, ter agredido duas mulheres, cometendo os crimes de tortura, abuso de poder e integridade física, foi hoje ilibada pelo tribunal, em Lisboa.

              De acordo com o despacho de acusação, citado pela Lusa, a polícia, de 33 anos, teria agredido as duas mulheres na Runa das Trinas, enquanto as levava para a esquadra do Largo do Calvário, e no interior destas instalações.

              Segundo o despachado de acusação do Ministério Público, a agente policial, de 33 anos, teria perpetrado os crimes a caminho e no interior da esquadra do Largo do Calvário, em Lisboa, sobre duas mulheres que se encontravam na Rua das Trinas, acompanhadas por dois homens.

              A versão do Ministério Público alegava que, a caminho da esquadra, a agente teria “desferido uma bofetada” numa das detidas, agredindo ambas no interior das instalações com um esticador, batendo “nas pernas, nas costas e nos braços” das duas queixosas.

              Duas queixosas que nem sequer compareceram em tribunal, o que motivou as críticas dos juízes. O acórdão refere mesmo que as duas mulheres “nunca demonstraram qualquer vontade em esclarecer a verdade”.

              Perante os factos apurados, o coletivo de juízes deliberou que as acusações não ficaram provadas, pelo que a polícia, atualmente adstrita ao Comando da PSP do Porto (mas que está em Torres Novas a frequentar o curso de formação de chefes, na Escola Prática de Polícia), foi absolvida.

              Hélder Cristóvão, o advogado da agente da PSP, comentou o processo à saída da audiência: “Mais do que satisfeito com a absolvição, que já se esperava, estou satisfeito com a forma como o tribunal conduziu todos os trabalhos”.

               


              Página 1 de 751

              mais positivo logo 1

              joaquim jorge 1
              Joaquim Jorge
              Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores
              VER ARTIGOS DO AUTOR

              Tópicos

                    ÚLTIMAS

                    Quer receber vídeos interessantes?
                    PT Famosos
                    7.jpg